Conhecimento versus ignorância: Como meninas e jovens mulheres afegãs estudam hoje

Desde que o Talibã assumiu o poder no Afeganistão, muitas coisas mudaram para as mulheres no país.


Hadia, de 10 anos, está estudando em Cabul, na quarta série do ensino fundamental. Seu sonho é ser médica, mas ela pode não ser capaz de realizá-lo.


O Talibã permite que as meninas terminem a escola primária, mas apenas os meninos podem continuar seus estudos na escola secundária.


É por isso que, a partir de agora, Hadia também estuda em casa com a irmã mais velha, Sahar, de 17 anos.

Sahar conseguiu terminar seus 11 anos de estudos antes de o Talibã chegar ao poder. Hoje, ela continua tendo aulas no YouTube e sonha em se tornar engenheira.


“Tento continuar minhas aulas, mas é diferente de casa, sem o ambiente escolar, minha classe, meus amigos e minha professora”, conta a jovem.


A mais velha das irmãs, Sewita , de 19 anos, também está envolvida no processo de estudo de Hadia e Sahar.


Um Talibã guarda uma escola em Cabul.